• Blog

    gus

    Deep Web nao existe

    Parte II: Perguntas Frequentes sobre o Tor

    - Tor é coisa de bandido?

    Não, muito pelo contrário. Criminosos em geral roubam a identidade de pessoas inocentes para cometerem crimes. Afinal, nenhum criminoso é estúpido o suficiente para roubar utilizando suas credenciais pessoais, seja na internet seja na rua.

    O Tor é uma rede de anonimato que permite que pessoas do mundo inteiro possam se proteger da vigilância de empresas ou de serem hackeadas pelo governo. Quanto mais embaralhado e anônimo for o seu tráfego de internet, mais difícil será de se fazer um ataque contra você.

    O Tor é utilizado por diferentes públicos: ativistas, empresas com medo de seus concorrentes, embaixadas que queiram se comunicar com seu país, militares, investigadores, entre muitos outros. O anonimato é uma necessidade social e em muitas situações queremos ser anônimos. Se corretamente utilizado, o Tor nos permite ser anônimos na internet.

    - E essa coisa de deep web?

    Deep web é um falso conceito. Leia novamente: deep web é um falso conceito. Há alguns anos têm se propagado pela imprensa e por jornalistas o conceito de "deep web". Como se houvesse um mundo underground na Internet, como um clube fechado apenas para iniciados. Geralmente, nessas matérias mostram-se um gráfico de um icerberg, no qual o Google, Facebook e outros sites da web são apenas a pontinha visível e, por isso, a superfície onde todo mundo navega.

    O hidden service da rede Tor faria parte da "web profunda", ou, ainda no gráfico, a parte não visível do iceberg. Por ter conteúdo e serviços apenas acessíveis utilizando Tor e eles não serem indexados, surgiu toda essa história.

    Se analisarmos esse conceito, a maior deep web que existe são as intranets, como servidores FTP que servem de repositório na rede interna do seu trabalho ou da sua universidade.

    O real objetivo desse termo é criminalizar a rede Tor. E, por isso, não deve ser utilizado.

    - Mas e o mercado de assassinos profissionais da deep web?

    O falso conceito de deep web e esses boatos têm o mesmo pano de fundo: a internet é perigosa e precisamos controlar, policiar. Essa é a visão propagada justamente pelo FBI sobre a internet para assim aumentar ainda mais a vigilância. Não só o FBI, mas toda e qualquer polícia do mundo.

    - Mas ocorrem crimes! É preciso salvar o mundo dos pedo-nazistas.

    Nas ruas e avenidas também ocorrem crimes e não é por isso que deixamos de andar por elas. É preciso analisar o Tor como um programa de infraestrutura de internet e não como um agente. O Tor apenas trafega dados, de forma neutra.

    - Quando navego no Tor, algumas páginas não abrem direito.

    Páginas que utilizam javascript e flash podem não funcionar direito, isso porque o Tor bloqueia certos elementos que podem representar uma ameaça ao seu anonimato.

    - Ao buscar no Google, ele diz que meu computador está fazendo muitas requisições e eu preciso digitar umas letras tortas.

    Isso ocorre porque alguns sites não são amigos da liberdade e querem a todo custo que você se identifique, para assim eles monitorarem seus cliques e depois venderem para empresas de publicidade. O Google é um deles. O Facebook também faz isso. São medidas para importunar o usuário.

    - Enquanto usuário, ao usar o Tor, estou cometendo algo ilícito no Brasil?

    Não, o Tor não é proibido no Brasil. No entanto, ele é em alguns países como na China e atacado por outros, como nos Estados Unidos pela NSA e na Inglaterra, pela GCHQ (veja abaixo).

    - Se o Tor for proibido no Brasil, estamos perdidos?

    Não, o Tor é um projeto feito para resistir a censura imposta por governos e empresas, e tem funcionado muito bem. Há recursos como as bridges que permitem que você se conecte no Tor sem que os vigilantes saibam que você está conectado nela. No entanto, em alguns países, se for pego utilizando, você pode ser preso. Portanto, a solução técnica é indissociável da luta política pela liberdade.

    - Tor é mesmo seguro? Ouvi dizer que...

    O Tor é um projeto feito em software livre, com listas de discussão públicas e abertas e conta com uma comunidade ativa de desenvolvedores e muito preocupada em corrigir falhas. Não a toa, num de seus slides, a NSA escreveu:"Tor stinks"("Tor fede") e GCHQ, "Tor:'The king of high-secure, low-latency anonymity'". Ainda sobre ataques, você pode consultar a FAQ oficial do projeto.


    Não deixe de ler a FAQ oficial do Projeto Tor e acompanhe o Blog.